Batalhão de Operações Aéreas realiza atendimento pioneiro no Brasil com as aeronaves Arcanjo

A utilização de sangue total no atendimento aeromédico é um projeto inovador no país, até com dimensões mundiais, o qual consiste no transporte de bolsas de sangue total de baixa titulação nas aeronaves do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina (CBMSC) denominadas Arcanjo, para que em casos de extrema urgência possam ser realizadas transfusões de sangue nos pacientes durante o atendimento em cena ou durante a remoção aeromédica. Esta ação garante que os pacientes possam ser transferidos aos hospitais com maior possibilidade de sobrevida. 

 

 

O primeiro contato com a instituição HEMOSC (Centro de Hematologia e Hemoterapia de Santa Catarina) ocorreu no início de setembro de 2021, quando a equipe do GRAU, profissionais de saúde que trabalham no Batalhão de Operações Aéreas (BOA), médica de voo Dra Daíse Esswein Müller e enfermeira de voo Euseli de Assis Batista, foram até as dependências do HEMOSC para reunião com a bioquímica responsável, Muriel Mazziero, de modo a verificar uma possível parceria inovadora de fornecimento de sangue total de baixa titulação no serviço aeromédico dos Arcanjos. O HEMOSC, após realizar pesquisas e estudos sobre o assunto para entender os requisitos deste tipo de fornecimento, julgou como viável de ser realizada e implementada no serviço aéreo.

Em dezembro de 2021 houve uma palestra com o Dr. Mark Yazer, da Universidade de Pittsburgh (EUA), referência mundial no assunto. Na oportunidade foi definido pela parceria e início dos trabalhos para concretizar o fornecimento. Após a definição da viabilidade, ocorreram várias reuniões entre os profissionais envolvidos para orientação, alinhamento de condutas e definições de responsabilidades e, o HEMOSC passou a produzir novamente bolsas de sangue total para viabilizar esse atendimento no ambiente pré-hospitalar.

O início da transfusão do sangue total de baixa titulação ocorreu em julho de 2022 no serviço aeromédico no estado de Santa Catarina, por meio da assinatura do termo de cooperação para o fornecimento de bolsas de sangue total de baixa titulação entre o HEMOSC-Florianópolis e o BOA/GRAU-SC, para o atendimento de ocorrências de emergência no serviço aeromédico. Sendo que já no dia 24 de Julho de 2022 o Arcanjo foi acionado para sua primeira ocorrência com o uso do sangue no município de Orleans. Tratou-se de uma ocorrência por ferimento por arma branca no tórax em um homem adulto.

Quanto à operacionalização do serviço, ficou estabelecido que o HEMOSC fornecerá 2 bolsas de sangue total O positivo com baixo título de hemolisina ou O negativo, conforme a disponibilidade do estoque. As bolsas serão armazenadas na sede do BOA e acondicionadas em conservadora indicada pelo HEMOSC e pela vigilância sanitária, tendo seu controle rigoroso de temperatura.

O transporte do sangue para as ocorrências será em bolsa térmica específica para transporte de sangue. Em caso de necessidade, o sangue total poderá ser transfundido no atendimento pré- hospitalar. Antes da transfusão, será realizada uma primeira amostra de sangue do paciente para análise pelo banco de sangue após a chegada do paciente ao hospital de destino.

A transfusão no pré-hospitalar segue os protocolos exigidos pelo HEMOSC, mediante assinatura de termo de consentimento pelo médico do GRAU responsável pelo atendimento da ocorrência, autorizando a transfusão de emergência sem a realização dos testes pré-transfusionais.

O paciente será transferido para hospital de referência, onde será dado seguimento ao atendimento e serão realizados os testes transfusionais obrigatórios na legislação e toda a rastreabilidade do processo será garantida, conforme o alinhamento. As responsabilidades de cada unidade estão descritas no termo de cooperação assinado entre as instituições. As orientações técnicas referentes aos procedimentos hemoterápicos são realizadas pelo HEMOSC, sempre levando em consideração o que indica a Portaria de Consolidação nº 05 de 2017 e RDC 34 de 2014 e demais padrões de qualidade que o HEMOSC é certificado.

 

 

Essa é mais uma parceria inovadora entre o BOA/CBMSC, juntamente com o GRAU-SC, em parceria com a Secretaria de Estado da Saúde (SES) e a Fundação de Apoio ao HEMOSC/CEPON (FAHECE) para melhor assistir as pessoas que necessitam de suporte avançado à vida, somando-se ao serviço que já é prestado desde 20 de janeiro de 2010 entre o BOA e o GRAU-SC, em que esses profissionais, médicos de voo e enfermeiros de voo, tripulam as aeronaves e levam uma estrutura similar a uma UTI, com equipes de saúde, medicamentos e equipamentos hospitalares aos mais diversos cenários de acidentes.

Ainda no ano de 2022, o Arcanjo-01 atendeu outra ocorrência envolvendo uma colisão de moto e caminhão na BR-282 no município de Santo Amaro da Imperatriz.

Diante do estado grave da vítima, politraumatizada, em parada cardiorrespiratória (PCR) e por estar sofrendo de choque hipovolêmico, a equipe de saúde do Arcanjo fez a utilização de sangue total de baixa titulação. Nessa ocorrência, a vítima em estado grave, teve sua PCR revertida e foi conduzida com vida ao hospital regional de São José.

Essa foi a oitava ocorrência na qual foi transfundido sangue total de baixa titulação. Até o encerramento desta matéria, já foram atendidas nove vítimas nas quais esse tratamento inovador foi utilizado. Sendo que seis vítimas atendidas sobreviveram.

Créditos:
Texto: tenente Leandro Grande Cenedesi
Imagens: Divulgação CBMSC/BOA

GOVERNO DE SANTA CATARINA
COLEGIADO SUPERIOR DE SEGURANÇA PÚBLICA E PERÍCIA OFICIAL

CENTRO ADMINISTRATIVO DA SEGURANÇA PÚBLICA DELEGADA DE POLÍCIA LÚCIA MARIA STEFANOVICH

Avenida Governador Ivo Silveira, nº  1521 - Capoeiras  - Florianópolis-SC  - CEP: 88.085-000.

Atendimento ao Público: 13h às 19h.

 Fone: (48) 3665-8100 - Email: direcaogeral@ssp.sc.gov.br

2022 CSSPPO/SC.

Search