Crimes violentos em Santa Catarina apresentam as melhores taxas da série histórica 

Foi publicado nesta segunda-feira (7), no site da Secretaria de Segurança Pública de Santa Catarina, o boletim mensal de maio de 2021 que traz todos os índices de criminalidade do Estado. Os números representam os registros do primeiro dia do ano até 31 de maio e são comparados com o mesmo período do ano passado. 

Os crimes violentos seguem com as melhores taxas da série histórica, ou seja, roubo e o furto desde 2010, homicídio desde 2008 e feminicídio desde 2015 com a criação da lei.
Em números, hoje o Estado apresenta 768 roubos, 4.305 furtos e 74 homicídios a menos do que o mesmo período do ano passado com quedas de 17%, 10.5% e 21.4% respectivamente

Dados que refletem a importância do investimento em Segurança Pública, como o realizado pelo governador Carlos Moisés de R$ 343 milhões destinados à melhoria de viaturas, armamentos e sistemas de tecnologia, o maior valor já aplicado na área da história de SC. 

“Mesmo com os tristes episódios que tivemos, como o atentado em Saudades que completou um mês, nossa segurança ainda é uma das melhores do país. Todos os crimes violentos têm caído, fruto de um intenso trabalho das nossas forças de segurança. A sociedade também tem nos ajudado, as mulheres estão denunciando mais e utilizando nossos canais como o aplicativo da Polícia Militar e a delegacia virtual da mulher da Polícia Civil, por que em Santa Catarina é assim: segurança se faz com a união de todos”, diz o presidente do Colegiado Superior de Segurança Pública e Perícia Oficial de SC, coronel BM Charles Alexandre Vieira. 

Violência doméstica: cai feminicídio e aumentam os crimes de violência verbal
Um dado deste boletim mostra o que as forças de segurança do Estado buscavam: a mulher catarinense está denunciando mais os crimes de violência doméstica antes de se tornar um crime fatal, como o feminicídio. 

No roll da violência doméstica temos, por exemplo, os crimes de: ameaça, dano, estupro, lesão corporal dolosa e os crimes contra a honra que são calúnia, difamação e injúria praticados contra a mulher e são justamente esses que fizeram os números de ocorrências passar de 26.474 em 2020 para 27.609 casos em 2021 (de 01 de janeiro a 31 de maio). 

E é o que as campanhas de prevenção à violência doméstica das forças de segurança buscavam, ou seja, a denúncia antes de o caso chegar a um crime de violência física como lesão corporal, estupro ou feminicídio. 

Enquanto calúnia aumentou 35%, o feminicídio caiu 42.9%. Hoje temos 12 casos contra 21 do mesmo período do ano passado.

GOVERNO DE SANTA CATARINA
SECRETARIA DE ESTADO DE SEGURANÇA PÚBLICA

CENTRO ADMINISTRATIVO DA SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA DELEGADA DE POLÍCIA LÚCIA MARIA STEFANOVICH

Avenida Governador Ivo Silveira, nº  1521 - Capoeiras  - Florianópolis-SC  - CEP: 88.085-000.

Atendimento ao Público: 13h às 19h.

 Fone: (48) 3665-8100 - Email: direcaogeral@ssp.sc.gov.br

2019 SSP/SC. Desenvolvido por DTIC - Divisão de Tecnologia da Informação e Comunicações

Search