Prevenção contra acidentes: dicas do Corpo de Bombeiros Militar sobre gás de cozinha

Um dos grandes responsáveis por acidentes domésticos em residências é o popularmente chamado gás de cozinha, que é o Gás Liquefeito de Petróleo (GLP). 

Na manhã desta terça-feira, 19, a equipe do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina (CBMSC), em Santo Amaro da Imperatriz, foi acionada para atender uma explosão em uma residência por conta de um vazamento de GLP, que por sorte não teve feridos, porém atingiu toda a estrutura da residência, interditando-a. O proprietário trocou o botijão de gás no último domingo e desde ontem sentia o cheiro de gás. Hoje a vítima foi “testar” se havia vazamento utilizando um isqueiro perto da válvula.  

O chefe da Divisão de Perícia de Incêndio e Explosões do CBMSC, capitão Ismael Mateus Piva, explica: “o morador não se feriu neste caso, porque GLP não ficou acumulado junto ao abrigo e com isso se dissipou por baixo da casa, gerando a explosão e comprometendo a estrutura da casa. Se estivesse acomodado em um local ventilado, externo, não teria acontecido”, diz.

 

 

Infelizmente esta não é uma prática incomum. Mas o estrago poderia ter sido evitado, caso o cidadão tivesse feito o teste com uma esponja e sabão. Para fazer o teste, a forma mais indicada é que as pessoas façam uma espuma e coloquem na válvula. Se borbulhar, é sinal de que está com vazamento.

Além do perigo dos vazamentos, outra preocupação deve ser com o local em que o botijão será instalado.  Com isso, o CBMSC alerta para os seguintes cuidados:

- Instale o botijão de GLP sempre no lado externo, em local ventilado. NUNCA devem ser colocados enterrados ou em compartimentos fechados e sem ventilação, tais como armários, vãos de escada e porões.
- Para evitar as explosões jamais instale o botijão próximo a desníveis, ralos ou ainda em locais com escoamento de ar, já que o gás é mais pesado que o ar e pode se infiltrar nestes espaços e ter as explosões.
- Compre o regulador de pressão e a mangueira das instalações que possuam as identificações do INMETRO gravadas.  Lembrando que estes equipamentos possuem validade, confira as datas na mangueira.

Ao sentir cheiro de gás em casa:
- Feche o registro do gás.
- Não acione interruptores de eletricidade.
- Saia e retire as pessoas do local.
- Se o ambiente for fechado abra as janelas e portas para permitir a circulação do ar.
-  Não produza faísca, seja com cigarro, isqueiro ou fósforo.

Investigações

Nos últimos dois anos o CBMSC investigou 87 incêndios relacionados com o GLP em edificações. “O que chama atenção nestes casos é que o índice de vítimas é quase seis vezes superior à média geral dos incêndios. A cada 05 incêndios que envolvem GLP, pelo menos um tem vítima ferida ou em óbito”, ressalta o capitão.

 

Fonte: Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Santa Catarina

GOVERNO DE SANTA CATARINA
SECRETARIA DE ESTADO DE SEGURANÇA PÚBLICA

CENTRO ADMINISTRATIVO DA SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA DELEGADA DE POLÍCIA LÚCIA MARIA STEFANOVICH

Avenida Governador Ivo Silveira, nº  1521 - Capoeiras  - Florianópolis-SC  - CEP: 88.085-000.

Atendimento ao Público: 13h às 19h.

 Fone: (48) 3665-8100 - Email: direcaogeral@ssp.sc.gov.br

2019 SSP/SC. Desenvolvido por DTI - Divisão de Tecnologia da Informação

Search